• Download das Edições

Bate-papos | Caravana Literária

Caravana Literária leva 15 autores a 30 cidades do interior do Paraná

Na segunda edição do projeto Caravana Literária, 15 autores vão percorrer 30 municípios do interior do Paraná e da Região Metropolitana de Curitiba para falar sobre suas obras e temas ligados ao universo literário. A inciativa da Biblioteca Pública do Paraná faz parte da programação do Mês da Literatura, projeto da Secretaria de Estado da Cultura que, entre 24 de agosto e 23 de setembro, promove atividades de incentivo à leitura com entrada gratuita. Shows, palestras e exposições completam a programação.

Cada autor visitará duas bibliotecas. As instituições selecionadas para receber os escritores abrangem as mais variadas regiões do Estado — dos Campos Gerais ao Sudoeste paranaense — e são referências entre as quase 500 bibliotecas cadastradas no Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Paraná, coordenado e administrado pela BPP. Foram contemplados os seguintes municípios: Apucarana, Barracão, Cambé, Carambeí, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Guarapuava, Ivaiporã, Mamborê, Mandaguari, Morretes, Paranaguá, Paranavaí. Paula Freitas, Pato Branco, Perobal, Pinhão, Pinhais, Piên, Ponta Grossa, Rio Negro, Santo Antônio do Sudoeste, São José dos Pinhais, Terra Boa, Terra Rica, Umuarama, União da Vitória, Toledo e Vitorino.

Divulgação
tv
Toninho Vaz abriu a programação da Caravana Literária no dia 24 de agosto

Autores
A Caravana Literária teve início em 24 de agosto, data escolhida em referência ao dia de nascimento de Paulo Leminski (1944–1989). Quem inaugurou os bate-papos foi Toninho Vaz, biógrafo do poeta curitibano. Ele esteve em Ivaiporã e Mandaguari (dias 24 e 25 de agosto, respectivamente), onde falou sobre o autor de Catatau e outros de seus biografados, como o letrista e jornalista Torquato Neto.

Entre os convidados, há romancistas (Milton Hatoum, Santiago Nazarian e Reinaldo Moraes), escritores infantojuvenis (Flávio de Souza), poetas (Adélia Maria Woellner e Rodrigo Garcia Lopes), contistas (Cíntia Moscovich e Luiz Ruffato), cronistas (Luís Henrique Pellanda e Adriana Sydor), autores que transitam por mais de uma linguagem (José Roberto Torero e Nelson de Oliveira) e escritores de literatura fantástica (Thiago Tizzot), entre outros. Um recorte plural e diversificado da cena literária brasileira contemporânea. 

Inserido no Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL), o Mês da Literatura é uma ação que já entrou no calendário cultural do Estado. “Tivemos um retorno bastante interessante da primeira edição do projeto, por isso ampliamos de maneira considerável as atividades em 2017. Os pequenos e médios municípios do Estado são carentes de atividades culturais e, por esse motivo, a descentralização dos ações da SEEC é importante”, diz o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani.

O diretor da BPP, Rogério Pereira, destaca o aumento do número de convidados e municípios que participam da Caravana Literária. “Em 2016, 11 autores visitaram 25 cidades do interior. Este ano, são 15 escritores em 30 municípios. O objetivo é que, a cada ano, o projeto cresça e possa contemplar um público cada vez maior. Também vale ressaltar a seleção dos autores, representativa da diversidade da literatura brasileira contemporânea.”

A abertura oficial do Mês da Literatura aconteceu em Maringá, no dia 24 de agosto, com o show Leminskanções (Estrela Leminski e Téo Ruiz) e a palestra “Links para Leminski”, com José Miguel Wisnik. 
Recomendar esta página via e-mail: