Poemas | Fabrício Marques

Associação brasileira de versos circunstantes

ORAÇÃO 
Meu templo é hoje

3 TEMPOS
o passado: uma viagem ao desconhecido
o presente: estava aqui agorinha
o futuro: já entrei em guerras piores 

VIRÁ QUE EU VI
um dia virão os anos difíceis — dizem os anos difíceis
bem na porta de minha casa

ECOS DE DRUMMOND
Por que só existir?
Que tal viver?

MEU PASSARINHO AMOROSO
(Poema desentranhado da prosa de Tavinho Moura)
Minha moça, você é perfumosa flor
uma prenda
pronta pra cair do galho
ser colhida,
achada

RUMOR 1
o si
lên
cio
está
no
cio

RUMOR 2
Silêncio:
Quero ouvir
o silêncio.

PERSONAL ANTI-STYLIST
quer perder pose?
pergunte-me como

FAIL BETTER
— O que você faz na vida?
— Eu erro.

SLOGAN PARA ANÚNCIO PUBLICITÁRIO
há mais de 500 anos
ferozmente produzindo
farsas, fraudes, embustes
golpes, tramas, plots vis
trapaças, logros, enganos
estratagemas, lorotas, ardis
tretas, burlas, manobras
ciladas, engodos, brasis


FABRÍCIO MARQUES é poeta, autor de Fuera del alcance de la memoria (2019), Wander Piroli: Uma manada de búfalos dentro do peito (2018), Uma cidade se inventa (2015), entre outros.
Recomendar esta página via e-mail: