Cândido indica

O Himeneu: Contos Eróticos
Sylvio Back, Kotter Editorial, 2019

Em seu mais recente livro de contos, O Himeneu, Sylvio Back, conhecido também por sua produção no cinema, traz uma coletânea de histórias cômicas e privadas, daquelas que só acontecem entre quatro paredes — não necessariamente as do quarto. Não por acaso, seu livro recebe o nome desse que é uma espécie de “arroz de festa” grego, assim como a narrativa inicial, que trata de um casório apressado seguido da esperada primeira vez do casal. Divertidos e eróticos, têm muito baby, muito darling, um passeio por Curitiba em três atos, cama king size, massagem tântrica, uma ligação safada e primeiras experiências com os “peitões da Jane Russel”.


AVDAVIDA
Claufe Rodrigues, Editora Coralina, 2019

Em seu décimo livro de poemas, Claufe Rodrigues aposta em versos mais rentes ao chão, “roçando a pele do real”: “Uns carentes / outros contentes / somos todos sobreviventes”. Não se vê muita luz na voz do eu lírico, e isso fica ainda mais forte quando ele resolve brincar com um poema clássico como “No Meio do Caminho”, de Carlos Drummond de Andrade: “No meio do caminho tinha um tiroteio / Tinha um tiroteio no meio do caminho”. O símbolo da pedra como empecilho, como aparece no trabalho de Drummond, é substituído, aqui, por algo mais cruel e visceral — o tiro, a violência humana, mundana. E, como saldo final desse pungente existencialismo que perpassa o livro, ainda fica o lembrete: “Não há vida após a morte”.


4    4    2    6


Realidades Voláteis & Vertigens Radicais
Luiz Bras (Org.), Alink Editora, 2018

Não é que as previsões para o futuro sejam o cerne da ficção científica, mas, com os autores atirando para todos os lados e sem descanso, praticando “exageros descontrolados”, como Luiz Bras pontua no texto de abertura desta coletânea, eventualmente um ou outro acaba acertando o alvo — o que, por consequência, confere à FC a qualidade de “premonitória”. Nas 25 narrativas que compõem estas Realidades Voláteis & Vertigens Radicais, nomes como André Cáceres, Tereza Yamashita, Gláuber Soares e Lorena Ribeiro oferecem, ainda segundo as palavras do organizador da obra, “dicas de como sobreviver num mundo coordenado pelos mais espantosos eventos e tecnologias”.  


O Livro das Coisas Menores
Antonio Cescatto, Editora 7Letras, 2019

Propondo um novo olhar sobre as pequenices cotidianas, Antonio Cescatto desbrava, nesta coletânea de poemas, a vida que nos rodeia, mas que nós simplesmente não paramos para ver. Por meio de uma observação atenta e sutil, tudo aquilo que chamamos de lar — meias jogadas, discos, prateleira de livros, louças para lavar, coisas que se perdem, outras que se acham e até a função terapêutica de uma máquina de lavar — torna-se fonte de divagação e ressignificação para o autor, que descreve, a partir de coisas menores, o curioso fenômeno do dia a dia.


Os livros comentados nesta seção estão disponíveis para empréstimo na Biblioteca Pública do Paraná. Todas as obras enviadas para a redação do Cândido são submetidas à avaliação e incorporadas ao acervo da BPP.

Recomendar esta página via e-mail: