Cândido - N° 22 - Maio 2013

O escritor que se fez por si mesmo

candido22

Jamil Snege publicou 11 livros que tiveram circulação restrita, recusou convites de grandes editoras e ainda assim, após dez anos de sua morte, continua festejado por leitores, escritores e acadêmicos

Nesta edição:

Editorial

Cartum

Biblioteca Afetiva

Curtas da BPP

Notas da Província

Um Escritor na Biblioteca: Ignácio de Loyola Brandão

Desde 1956, quando saiu de sua cidade natal, Araraquara, rumo à capital São Paulo, Ignácio de Loyola Brandão sempre viveu da imaginação. Seja como jornalista, profissão que atuou durante várias décadas, ou cronista, condição que ocupa hoje no jornal O Estado de São Paulo, Ignácio fez quase tudo utilizando as
palavras. Ignácio abriu a temporada 2013 do projeto “Um Escritor na Biblioteca” contando um pouco de sua trajetória longa e brilhante na literatura brasileira.


Perfil do Leitor: Neville D'Almeida

Conhecido por filmes adaptados da literatura e com um romance de estreia recém-lançado, o cineasta de 72 anos fala sobre os livros que fizeram sua cabeça ainda inquieta

Em Busca de Curitiba: Carlos Machado

Carlos Machado nasceu em Curitiba (PR), em 1977. É músico, compositor, escritor e professor de literatura brasileira. Lançou os CDs Tendéu (2008), Samba portátil (2010) e Longe (2012). É autor dos contos de A voz do outro e Nós da província: Diálogos com o carbono e dos romances Balada de uma retina sul-americana e Poeira fria. Vive em Curitiba (PR).

Making Of: Lavoura Arcaica

Clássico da literatura contemporânea, Lavoura arcaica foi lançado em 1975 sem grande alarde. A ressureição do livro viria mais de uma década depois, na terceira reedição, em 1989

Conto: Felipe Munhoz

Felipe Franco Munhoz nasceu em São Paulo, em 1990. É graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Paraná. Em 2010, recebeu uma Bolsa Funarte de Criação Literária para escrever — em tempo integral — o romance Mentiras, inspirado na obra de Philip Roth. Vive em São Paulo (SP).

Especial Capa: Jamil Snege

A visibilidade de um mestre da ficção

Jamil Snege recusou caminhos fáceis, evitou o toma lá, dá cá do meio editorial e disse mais não do que sim. Acima de tudo, escreveu o que quis, publicou do jeito que queria e assinalou o seu nome na história da literatura brasileira


Jamil Snege ou escrever bem não tem contraindicações

Ernani Ssó nasceu em Bom Jesus (RS). É autor da série infantojuvenil No escuro e do romance O diabo a quatro. Vive em Porto Alegre (RS).

Havia um rei, havia um reino
 
Jean Marcel Snege é publicitário e artista gráfico. Escreve menos do que gostaria. Teve um conto publicado na edição número dois do Cândido. Vive em Curitiba (PR).

O anti-herói paranaense

Uma década após sua morte, o escritor e publicitário Jamil Snege é lembrado por seu humor, inteligência e carisma. O autor procurou viver segundo suas próprias regras e enfrentou um câncer de pulmão escrevendo e fumando o quanto pôde

Prêmio Paraná de Literatura

Já estão abertas as inscrições para segunda edição do concurso, que vai selecionar livros inéditos de autores de todo o Brasil nas categorias Romance, Conto e Poesia

Poesia: Nicolas Behr

Retrato de Um Artista: Philip Roth


Edição (PDF)


Recomendar esta página via e-mail: